Meu livro querido!

Meu livro querido!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

            Orações subordinadas substantivas são aquelas que equivalem ao pronome demonstrativo isso ou isto. Ou seja, elas podem ser substituídas, mentalmente, por tais pronomes. Vêm geralmente introduzidas pela conjunção que ou se, chamadas de conjunção integrante. Veja um exemplo.

Ele alegou que estava cansado.
(Ele alegou isso.)

            Adotando as siglas OSS (oração subordinada substantiva) e OP (oração principal), veremos agora as classificações das orações substantivas.

1.       OSS Subjetiva: Funciona como sujeito da OP. Ocorrerá somente quando o verbo da OP não tiver sujeito dentro de sua própria oração.

Desde o princípio do mundo, nunca se ouviu
                                             
OP
que alguém abrisse os olhos a um cego de nascença.” (Jo.9.32)
                                   OSS Subjetiva

(Desde o princípio do mundo, nunca se ouviu isso. - O que não se ouviu? Isso: sujeito)


2.       OSS Predicativa: Funciona como predicativo da OP.

Então a ideia dos soldados foi
OP
que matassem os presos...” (At.27.42)
            OSS Predicativa

(Então a ideia dos soldados foi isso.)

            A oração predicativa acontece somente quando há o verbo ser no final da oração principal, como no exemplo acima (foi).

3.       OSS Objetiva Direta: É objeto direto da OP.

Manda aos ricos deste mundo
                         OP                    
que não sejam altivos...”  (I Tm.6.17)                     
     OSS Objetiva Direta

(Manda isso aos ricos deste mundo.)

4.       OSS Objetiva Indireta: É objeto indireto da OP.

“E sucedeu que, vindo ela a ele,
o persuadiu que pedisse um campo a seu pai...” (Jz.1.14)
OP                          OSS Objetiva Indireta

(Persuadiu-o a isso. – O verbo persuadir pede a preposição a.)

5.       OSS Completiva Nominal: É complemento nominal da OP.

“...e estou certo de que também habita em ti.” (II Tm.1.5)
OP                   OSS Completiva Nominal

(Estou certo disso. – O adjetivo certo pede a preposição de.)

6.       OSS Apositiva: Funciona como aposto da OP.

Lembra-te disto:
           OP
que o inimigo afrontou ao Senhor...”  (Sl.74.18)
                OSS Apositiva

            A oração apositiva vem geralmente depois de dois-pontos, mas podemos também encontrá-la após vírgula. Veja:

“Até o pó, que da vossa cidade se nos pegou, sacudimos sobre vós. Sabei, contudo, isto, que já o reino de Deus é chegado a vós.” (Lc.10.11)


Por ora é só.

2 comentários:

  1. esse blog é muito bom, mas eu falei com meu professor e ele disse que sua primeira questão está errada, e ela é objetiva direta!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Lukinha, agradeço o seu comentário. Na frase a que você se refere, a oração em destaque é SUBJETIVA sim, e não objetiva direta. Em "Desde o princípio do mundo nunca se ouviu que alguém abrisse os olhos a um cego de nascença.", o pronome “se” é uma partícula apassivadora; equivale a dizer "...nunca foi ouvido que alguém abrisse...", em que a oração subordinada é sujeito (e por isso subjetiva) de “foi ouvido”. Se não tivesse o pronome "se", aí sim seria uma objetiva direta. Dê o retorno ao seu professor. Abraço!

      Excluir