Meu livro querido!

Meu livro querido!

terça-feira, 22 de março de 2011

SUBSTANTIVO: SIGNIFICADO DE ALGUMAS PALAVRAS

MUDANÇA DE SIGNIFICADO COM O PASSAR DO TEMPO

            É curioso constatar como as palavras mudam de significado de uma época para outra. Algumas adquirem até sentido oposto ao que tinham. O estudo sobre o significado que as palavras têm hoje e o que tiveram no passado pertence ao campo da semântica. Por ora, veremos alguns casos interessantes de substantivos empregados na Bíblia com significado diferente daquele em que se emprega atualmente.
            Veja o versículo abaixo:

“Os correios, pois, impelidos pela palavra do rei, saíram, e a lei se proclamou na fortaleza de Susã...” (Et.3.15)

            Nesse versículo, correios eram as pessoas que levavam notícias, ou seja, os mensageiros. Hoje tal substantivo é mais usado como “estabelecimento através do qual se enviam correspondências”.

Caso semelhante ocorre com a palavra apartamento em:

“Segundo o número dos dias em que espiastes esta terra, quarenta dias, por cada dia um ano, levareis sobre vós as vossas iniquidades quarenta anos, e conhecereis o meu apartamento.” (Nm.14.34)

            Essas são palavras que Deus enviou a Israel por causa da murmuração do povo. Aqui o substantivo apartamento significa “ato de apartar”, “separação”. Deus disse que ia se apartar do povo devido à sua murmuração. Hoje, apartamento é mais usado com o sentido de “residência em edifício”.

            Veja um outro exemplo:

“Desvia-te dele, para que tenha repouso, até que, como o jornaleiro, tenha contentamento no seu dia.” (Jó 14.6)

“...Chama os trabalhadores, e paga-lhes o jornal, começando pelos derradeiros até aos primeiros.” (Mt.20.8)

“Não oprimirás o teu próximo, nem o roubarás: a paga do jornaleiro não ficará contigo até a manhã.” (Lv.19.13)

Denominava-se jornaleiro a pessoa que recebia o jornal, que significa “pagamento de cada dia de trabalho”. Hoje, jornal assumiu o significado de “escrito no qual se relatam os acontecimentos dia a dia”.


SIGNIFICADOS DE ALGUNS SUBSTANTIVOS

ü        Aio: Camareiro, criado; instrutor encarregado da educação das crianças no lar.

“E Acabe tinha setenta filhos em Samaria; e Jeú escreveu cartas, e as enviou a Samaria, aos chefes de Jezreel, aos anciãos, e aos aios dos filhos de Acabe...” (II Re.10.1)

“Concebi eu porventura todo este povo? Gerei-o eu para que me dissesses: Leva-o ao teu colo, como o aio leva o que cria, à terra que juraste a seus pais?” (Nm.11.12)

              No versículo abaixo, a palavra aio está empregada em sentido figurado, com o significado de “condutor”, “orientador”.

“De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados.” (Gl.3.24)

ü        Absinto: Pequena erva europeia dotada de propriedades amargas, da qual se prepara uma bebida alcoólica também muito amarga. Em sentido figurado, significa “pesar”, “mágoa”, “amargura”, como ocorre nos versículos abaixo:

“Para que entre vós não haja homem, nem mulher, nem família, nem tribo, cujo coração hoje se desvie do Senhor nosso Deus e vá servir aos deuses destas nações; para que entre vós não haja raiz que dê fel e absinto.” (Dt.29.18)

“Fartou-me de amarguras, saciou-me de absinto.” (Lm.3.15)

ü        Almotolia: Pequeno vaso, de feitio cônico, onde se coloca azeite e outros líquidos, principalmente oleosos.

“Então o profeta Eliseu chamou um dos filhos dos profetas e lhe disse: Cinge os teus lombos, e toma esta almotolia de azeite na tua mão, e vai-te a Ramote de Gileade.” (II Re.9.1)

ü        Balaústre: Coluna de madeira, de pedra ou de metal, geralmente pequena, que sustenta, juntamente com outras regularmente distribuídas, um corrimão ou um peitoril.

“E desta madeira de almugue fez o rei balaústres para a casa do Senhor, e para a casa do rei, como também harpas e alaúdes para os cantores...” (I Re.10.12)


ü        Chuveiro: Chuva repentina e abundante, mas passageira.

“Ele descerá como a chuva sobre a erva ceifada, como os chuveiros que umedecem a terra.” (Sl.72.6)

ü        Coscorão: Bolinho ou biscoito de farinha e de ovos.

“E, quando ofereceres oferta de manjares, cozida no forno, será de bolos asmos de flor de farinha, amassados com azeite, e coscorões asmos untados com azeite.” (Lv.2.4)

ü        Cardo: Erva considerada praga nas plantações.

“E eis que toda estava cheia de cardos, e a sua superfície coberta de urtigas, e a sua parede de pedra estava derribada.” (Pv.24.31)

ü        Diadema: Faixa ornamental para a cabeça; coroa.

“Cobria-me de justiça, e ela me servia de vestido; como manto e diadema era o meu juízo.” (Jó 29.14)

ü        Enxúndia: Gordura.

“Porquanto cobriu o seu rosto com a sua gordura, e criou enxúndia nas ilhargas.” (Jó 15.27)

ü        Faia: Espécie de árvore ornamental, de origem europeia.

“...Com a multidão dos meus carros subo eu ao alto dos montes, aos lados do Líbano, e cortarei os seus altos cedros, e as suas mais formosas faias...” (II Re.19.23)

ü        Guedelha: Cabelo desgrenhado e longo; cabelo despenteado.

“Todos os dias do voto do seu nazireado sobre a sua cabeça não passará navalha; até que se cumpram os dias que se separou para o Senhor, santo será, deixando crescer as guedelhas da sua cabeça.” (Nm.6.5)

ü        Herdade: Grande propriedade rural.

“A nossa herdade passou a estranhos, e as nossas casas a forasteiros.” (Lm.5.2)

ü        Madre: Útero.

“Por que não me matou desde a madre?...” (Jr.20.17)

“Aquele que me formou no ventre não o fez também a ele? Ou não nos formou do mesmo modo na madre?” (Jó 31.15)


ü        Pavês: Escudo grande.

“Também fez Salomão duzentos paveses de ouro batido; para cada pavês mandou pesar seiscentos siclos de ouro batido.” (II Cr.9.15)

ü        Peçonha: Veneno. Em sentido figurado, significa maldade.

“Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.” (Tg.3.8)

ü        Salva: Tipo de bandeja redonda e pequena.

“E ele disse: Trazei-me uma salva nova, e ponde nela sal. E lha trouxeram.” (II Re.2.20)

ü        Sátrapa: Governador de província; homem poderoso e dominador.

“Então deram as ordens do rei aos sátrapas do rei, e aos governadores de aquém do rio; e ajudaram o povo e a casa de Deus.” (Ed.8.36)

ü        Seixo: Pedra.

“E tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco seixos do ribeiro, e pô-los no alforje de pastor...” (I Sm.17.40)

ü        Siclo: Aparece na Bíblia com dois significados. Veja:

“...para cada pavês mandou pesar seiscentos siclos de ouro batido.” (II Cr.9.15)
(Neste versículo, siclo é uma unidade de peso utilizada no antigo Oriente. Representa aqui a quantidade, em peso, de ouro batido que foi empregada no feitio do pavês.)

“Também sobre nós pusemos preceitos, impondo-nos cada ano a terça parte dum siclo, para o ministério da casa do nosso Deus.” (Ne.10.32)
(Aqui, siclo é a unidade monetária, e moeda, de Israel. Está fazendo referência à oferta em dinheiro que deveria ser levada à casa do Senhor para a continuidade do seu ministério.)

ü        Umbral: Limiar, entrada.

“Ponde pois estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por testeiras entre os vossos olhos, e ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te; e escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.” (Dt.11.18-20)

E O CACHORRO?

            A palavra cachorro é hoje indiscutivelmente usada para se referir ao animal doméstico que todos temos em casa. Mas tal palavra se refere também ao filhote de lobo, hiena, onça, leão. Com esse significado temos alguns exemplos na Bíblia. Veja:

 “Juntamente rugirão como filhos dos leões: bramarão como cachorros de leões.” (Jr.51.38)

“...Como o leão, e o cachorro do leão, rugem sobre a presa...” (Is.31.4)

            Já na passagem abaixo, cachorrinho está sendo usado com o sentido que conhecemos atualmente.

“E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores.” (Mt.15.27)

Por ora é só!

Um comentário:

  1. Eduardo, boa tarde.
    Em uma passagem da Bíblia, Mt 15.27 e Mc 7.28, a mulher siro fenícia chama Jesus de "Senhor". Quero saber se essa palavra nos originais, seria o reconhecimento de Jesus como Cristo, ou apenas uma forma respeitosa de ser dirigir a Jesus, então seria senhor com "s" minúsculo, como está na Bíblia de versão NLTH . Se souber lhe agradeço.
    Deus te abençoe.
    Edson

    ResponderExcluir